O TAL DO BLOG

e·ma·ra·nha·do

13.12.2016

 adjetivo substantivo masculino

  1.  

    diz-se de ou o que se apresenta misturado confusamente.

    "a mata e. dificultava a caminhada"

  2.  

    adjetivo

    p.ext.

    que não tem ordem e/ou clareza; complicado, intrincado.

    "relato e."

 

 

No momento as coisas se configuram assim, emaranhadas. Não sei ao certo aonde começa ou termina, só sei que quanto mais olho para fora mais me perco.

Me sinto a velha que não entra na onda, que não entende o propósito de ficar se posicionando publicamente o tempo todo, publicando, fazendo transmissões ao vivo (sério?), snapchat, selfie, hashtag gratidão, low carb, seguidores, sua mensagem foi visualizada, meu deus....
Sem falar de todas as outras coisas, noticias e as pseudo-noticias que o povo mal lê a manchete e já compartilha, de preferência com qualquer assunto feito para chocar e gerar o famoso engajamento que todos anseiam. No fim das contas é mais um assunto para falar quando não se sabe o que falar. 

O mundo ficou chato ou a chata sou eu? Não consigo me encaixar e viver essa vida online achando que isso é normal.
E ao mesmo tempo não consigo me desvencilhar por completo. É claro, a filha pródiga que sou, a primeira geração da internet, não consegue ir embora por muito tempo. No fundo sou uma junkie, essa é a verdade.

Talvez envelhecer seja um pouco disso, a sensação de não pertencer diante de tantas mudanças. O mundo mudou mas eu resisto. Não consigo entender essa forma moderna de comunicação das pessoas.
Até a palavra moderna já parece antiquada. Qual é a palavra trendy para o novo contemporâneo? Nem sei mais.

Fiquei aqui emaranhada sem saber muito bem para onde ir. Virei as costas para o mundo e toda vez que olho para fora fico ainda mais confusa.
Mais fácil foi sumir, entrar na minha caverna conhecida e nostálgica, onde posso ser a velha ranzinza que não entende o mundo e me vangloriar disso - como se fosse alguma vantagem.

Posso ter quase certeza de que isso que escrevo aqui poucos vão ler, se é que vão ler, e isso traz um certo alívio. Posso falar, gritar e ouvir o eco, sem fazer parte desse jogo. Ninguém vai ler a não ser que eu saia gritando aos 7 ventos do facebook - patrocinando post obvio, patrocinando no instagram, e fazendo transmissões ao vivo, como não? Ou então para os mais saidinhos, se tornar o novo youtuber do momento ou qualquer outra estratégia ou app da última moda. Tudo para alcançar o estrelato dos últimos tempos da internet. E por fim, como o grand finale disso tudo, rentabilizar esse lindo e impecável esforço. Hashtag amo meu trabalho, life is good, a vida é uma vitrine.

Então meu amigo, agora que você chegou até aqui, caiu de pára-quedas, coitado.... somos só eu e você, naufragados nesse otimismo avassalador que me encontro. É essa loucura mesmo que escolhemos como modo de vida? Me diz uma coisa, o que você vai fazer hoje para mudar a centelha medíocre que insiste em invadir a sua vida?


E o tempo vai passando enquanto todo mundo fica olhando para a tela feito zumbi, olhando a vida do outro. Seguindo as novas tendências, repetindo as mesmas frases, olhando cada vez para mais longe de si. Afinal, o que você está fazendo aqui mesmo?

Tic tac tic tac

 

O tempo vai passando e isso vai me deixando nervosa. 
E o que você vai fazer hoje para mudar a centelha medíocre que insiste em invadir a sua vida?

 

Sou hipócrita, assumo. Disso que tanto reclamo já fiz muito e ainda faço, muito disso faz parte te mim. Reclamo justamente porque cansei desse jogo e sigo em busca de um outro caminho que faça mais sentido.
Quem sabe assim eu consiga me livrar da centelha medíocre que insisto em carregar... A culpa é só minha, só eu sou capaz de mudar a minha realidade e a forma que vejo o mundo.

 

 

Outro dia volto para falar de coisas mais leves, prometo. Nem eu me aguento as vezes, muitas vezes.
Daqui, desse meu novo blog, a última coisa que quero é transformar em um muro de lamentações mas agora já foi, faz parte, é vida, quem nunca?! 
Cansei de ficar emaranhada... e no fim não tem nada melhor do que estar cansada disso tudo!
Já reclamei, agora posso prosseguir, só precisava tirar isso do meu sistema.

 

 

 

Please reload

O que achou? Deixe aqui seu comentário :)

Outras histórias que você também pode gostar 

Please reload

os queridinhos

B faz 4 · Miniland Pinheiros

15 Jul 2019

1/15
Please reload

categorias

siga também no instagram

carol @ carol zanarotti .com

(11) 94945-7042

São Paulo  

Especializada em fotografia de família

ensaios de gestantes, bebês, crianças,
batizados e festa infantil

Carol Zanarotti  

 

 


Quando e onde houver amor!

Conheça mais e acompanhe

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Blogger Clean Grey
  • Pinterest Clean Grey

Carol Zanarotti  Caroline Rosa Fotografia 

©2016  All images copyright to Carol Zanarotti  · Todos os direitos reservados